terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Dengoso

 
      Estava doente.
Com um “pé na cova”
Virótico,
dengoso.

Sem olhos para o mundo
Com dores nos ossos,
meio que quebrado,
febril.

Mas acho que os vírus
desistiram de mim.
É por isso também acho que sarei
pelo menos por fora.

Porque cá por dentro
estou um côco
Somente o oco.
Ou será que já morri?
 
Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

6 comentários:

  1. Enquanto escrever poesia estará vivo!
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente amigo, foi somente um susto. E que susto!

      Excluir
  2. Obrigada, Gilberto, pelos comentários tão gentis!
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  3. Obrigado também, amei visitar seu blog "Nas Asas Do Vento"!

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem que foi apenas um susto e que o pior foi afastado...
    Abraço do Zé

    ResponderExcluir
  5. De facto amigo! Senão só outro para contar-lhe a história, agora estou sarando por dentro também.

    ResponderExcluir