terça-feira, 26 de novembro de 2013

Volte.


Volte!
Porque até a areia da praia lhe espera
Com aquela nevoa de saudades
Que se despendeu do meu coração

Volte!
Porque você é a minha razão de viver,
Você é a minha brisa, o meu sol e o meu mar
Apenas volte!

Volte logo!
Porque sofro com a distância
Sofro com as lembranças
Sofro com o silêncio

Volte urgente!
Porque as sombras aumentam
O meu azul se torna trevas
E todas as vagas se preenchem do seu vazio.


Autor: Gilberto Fernandes Teixeira

2 comentários:

  1. "O meu azul se torna trevas". Uau!! Que coisa linda isso!! :D
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir